Loading...

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Gatos da minha vida

"A mais fascinante criatura de Deus"
Meu amor e fascínio pelos gatos começou cedo. Aos 5 anos de idade, ganhei um gatinho prêto, lindo, chamado Bolinha, ele viveu até seus 17 anos , marcando minha infância e juventude, pois foi durante este tempo que descobri o quanto é mágico e misterioso este pequeno ser. E tem mais, só quem convive e tem um contato muito forte com eles, pode constatar o que digo. Os anos se passaram e mais gatos vieram, mas citarei abaixo os mais marcantes, pois muitos (infelizmente) não sobreviveram por muito tempo...
Bob, um "grande" gato: Grande, por ser perfeito em todos os sentidos, quase humano, melhor que humano, o anjo que veio para mostrar o amor em sua maior forma de expressão, só que após quase 10 anos, já não sei onde anda, o que aconteceu. Num sábado qualquer, ele rumou para outro destino. Qual ? Não sei... A saudade é grande e ele ficará comigo até o dia em que nos reencontraremos, (no céu, com certeza). Negrinha, doce panterinha: Um dia apareceu mansa em minha vida. Gata de rua, de lugar qualquer, de nenhum e de todos. Felina vivida, sofrida, abandonada e mãe (diversas vezes), quando resolveu junto comi- go, que seríamos uma só. E fomos e somos até hoje... Olivinha, a princesinha: Enigma e magia que vem da beleza e sinceridade de um olhar felino, enfeitiçan- do com seus lindos e grandes olhos. Hoje adulta, mas com a mesma meiguice de quando era um bebê. Arisca, mas carinhosa quando quer. Carente e independente como só um gato sabe ser, uma combinação perfeita da leveza, agilidade e de um mistério que jamais será desvendado...

Tem mais histórias com gatinhos, aguardem...

Nenhum comentário: