Loading...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Toda magia viva

"No apogeu da vida, surge luz que floresce, toque jovem, magia" Do livro "A Linguagem dos Ventos" - 1ª parte MORTE-LUZ Senti que aos poucos se fazia, na tela ainda virgem, leves traços de um rosto que timidamente sorria adivinhando o sol que lentamente surgia sobre tua pintura... Ao longe, te vi contemplando, querendo vida pra tua musa fui chegando, me aproximando não quis te assustar, mas teu rosto pálido me fez recuar mesmo assim resolvi ver quem pintavas e então me surpreendi a ver a imagem refletida de um rosto que era o meu e já com vida, se movia PODE SER... Pode ser que a vida me ensine as coisas que o mundo esqueceu o que posso querer, o que posso ter. Pode ser que tudo se abra e na ascendência de meus anos, encontre a verdade sem preconceitos que nos afastem da realização. Pode ser que a alma voe por ares mais limpos, sem a pressão, depressão que enlouquece. Pode ser que tudo se faça mais livre, mais fácil, mais simples... Pode ser que ainda se possa sonhar, viver e continuar vivos! Que as luzes nos ajudem a encontrar a saída deste túnel, que na hora exata, a vida se faça melhor e intacta, mais nossa, mais vivida.

Um comentário:

Le & Carol disse...

Seus poemas, são divinos, enchem a mais vazia alma de sonhos...justificam cada momento em que lemos e mergulhamos nos mais íntimos desejos...de nossos corações.....

Leandro Cavalheiro